(Foto: Romero Cruz)

Restaurantes > Cozinha baiana

Paraíso Tropical

Endereço: Rua Edgard Loureiro, 98-B - Cabula - Salvador

Telefone: 3384-7464

  • Funcionamento

    12h/23h (dom. até 17h)
  • Preço

    de R$ 76,00 a R$ 100,00
  • Pagamento

    • Cartões de crédito (American Express, Dinners, Mastercard, Visa)
    • Cartões de débito (Maestro, Rede Shop, Visa Electron)
  • Serviços

    • Acesso para deficientes
    • Estacionamento
    • Levar vinhos (permite)
    • Lugares/Capacidade
      (total 130)
    • Vinho em taça

Resenha

É preciso certa dose de ousadia para mexer em receitas clássicas que, de tão acertadas, parecem dispensar qualquer alteração. Mas isso realmente não falta ao baiano Beto Pimentel, chef e proprietário deste restaurante localizado no Cabula, longe do burburinho que acomete bairros como Pituba e Rio Vermelho. Agrônomo de formação e alquimista por vocação, ele aprendeu a cozinhar de maneira intuitiva, agregando às preparações algumas plantas e frutas que cultivava no quintal. Nasceram assim suas versões para tradicional moqueca, na qual chama a atenção o afinado equilíbrio entre a acidez do biri-biri e a crocância do maturi (a castanha verde do caju), tudo isso colorido pelas lâminas arroxeadas do jambo. Uma delas, batizada de calapolvo, combina camarão, polvo e lagosta (R$ 188,00, para duas pessoas) e chega à mesa em companhia de arroz com ervas aromáticas e farofa. Folhas de cítricos, a exemplo da tangerina, são finamente picadas e garantem perfume singular ao preparo, que carrega ainda outras duas adaptações significativas: o azeite de dendê é trocado pela frutinha da palmeira e o leite de coco dá lugar a água e polpa do fruto verde. Cultivados na fazenda da família Pimentel, em Bom Jesus dos Pobres, a pouco mais de 100 quilômetros da capital baiana, 2 000 cocos são usados na cozinha por semana e, além das moquecas, ajudam a valorizar pratos como o dandá de camarão servido com ervas e farofa de manteiga de garrafa (R$ 147,00, para duas pessoas). Duas jabuticabeiras propiciam uma sombra refrescante sob a qual se acomodam as mesinhas ao ar livre. Ali ou nos outros dois ambientes, as refeições podem começar com o siri mole empanado e frito servido com molho à base de pimenta e limão (R$ 43,00). O arremate fica por conta de uma cesta repleta de frutas colhidas no pomar mantido nos fundos do restaurante - elas são cortesia e podem ser levadas para casa.

Os preços e demais informações foram apurados entre os meses de abril e julho de 2015.

Comer & Beber

Vencedor Categoria(s): COZINHA BAIANA