COMER E BEBER 2015/2016

Salvador: onze restaurantes bons e baratos

É possível comer bem sem gastar uma fortuna na capital soteropolitana

05.ago.2015 16:54:08 | por Redação

Selecionamos onze endereços localizados em Salvador para comer bem sem esfolar o bolso. A lista inclui endereços dedicados às cozinhas baiana, espanhola, italiana e também restaurantes variados - em alguns deles, a comida é servida em bufê. Confira:

 

Amadinho

A fachada em forma de food truck chama atenção na praça de alimentação do Mercado do Rio Vermelho. Parceria entre os chefs Edinho Engel, do Amado, e Gabriel Lobo, a cozinha prepara caldo de mocotó e feijão (R$ 11,00) e linguiça artesanal com queijo de coalho, orégano e mix de pimentas, servida com farofa e vinagrete (R$ 15,00). Os petiscos acompanham a caipirosca de caju, limão, laranja, maracujá, gengibre e pimenta doce (R$ 13,00). Baião de dois e ensopado de cordeiro com legumes e purê de custam R$ 27,00 cada um. Entre as sobremesas, tem fãs a musse de chocolate com calda de umbu-cajá e farofa de castanha (R$ 12,00).

 

Juarez

Há duas décadas, atrai a clientela com o filé à juarez. Marinada em vinho tinto, a carne, assada por fora e rosada por dentro, vai à mesa com molho acebolado, feijão, arroz, farofa e salada (R$ 50,00). Mesmas guarnições acompanham a galinha ao molho pardo (R$ 32,00) e a costela suína frita (R$ 35,00). No encerramento, pavês de chocolate ou goiaba (R$ 9,00 cada um) têm escolta de cafezinho, cortesia da casa.

 

Aconchego da Zuzu

Sobre toalhas de chita, o abará é servido com vatapá, caruru e salada vinagrete (R$ 9,50), ao lado da caipirosca de abacaxi (R$ 11,50). Só depois entra em cena a rabada com pirão e arroz (R$ 41,00, para dois). Exclusivo das sextas, o xinxim de galinha tem escolta de caruru, feijão-fradinho, arroz, vatapá e farofa de dendê (R$ 38,00, para dois). No final, a compota de goiaba é cortesia da casa. Nas sextas à noite, assim como nos sábados e domingos a partir das 12h, tem chorinho e samba ao vivo (couvert artístico a R$ 8,00).

 

+ 20 coisas para entender o que é ser baiano

 

Ajeum da Diáspora

A casa só abre as portas aos domingos para servir as receitas da chef e proprietária Angélica Moureira. Às quintas, ela divulga o cardápio com três entradas e prato principal (R$ 35,00 por pessoa). Caldo de abóbora com gengibre e minipamonha de batata-doce com carne-seca são receitas que costumam aparecer na primeira etapa, seguidas de arroz mouro, que mescla feijão preto, guisado de carne, repolho e banana-da-terra. Compotas caseiras de banana e goiaba (R$ 5,00 cada uma) e drinques como o fufu, de coco fresco e cachaça Abaíra (R$ 5,00), são pagos à parte.

 

Boca de Galinha

O barco que faz a travessia até a Ribeira leva a clientela até a casa que Nilton de Sousa administra com a esposa e três filhas. No salão com vista para o mar, ele circula com o cardápio do dia anotado à mão. Entre goles de caipirosca de morango (R$ 7,00), a agulhinha frita e a casquinha de siri com farofa (R$ 12,00 cada uma) enganam a fome até a chegada da moqueca de camarão, servida com pirão, arroz e feijão-fradinho com quiabo (R$ 75,00, para quatro pessoas). O brigadeiro de colher sai por R$ 3,00.

 

La Taperia

Em novo endereço, mas na mesma rua, a casa do chef espanhol José Morchon ganhou salão mais espaçoso. Entre fotos de seu país natal, a clientela abre o apetite diante de jarras de sangria de vinho branco com limão-siciliano e morango (R$ 52,90, 1,5 litro). No menu de tapas, sobressai a tortilha de batata com chouriço, pimentões, gorgonzola e abobrinha (R$ 37,00, para dois). Também para compartilhar, a zarzuela de lula, polvo, camarão e lagosta sai da cozinha com purê de batata-doce e cenoura (R$ 62,00). Do trio de sobremesas (R$ 24,00) fazem parte a musse de queijo com compota de frutas vermelhas, a musse de chocolate com licor de café e o tiramisu.

 

Pasta em Casa

Na cozinha aberta, o chef Celso Vieira Pinto trabalha à vista dos clientes. Tem fãs a ilha de massas - quem paga R$ 40,00 come três variedades à vontade, entre elas lasanha vegetariana e fettuccine alfredo. À la carte, o ravióli verde ao molho de tomate sai por R$ 32,00, enquanto a combinação de massa com uma carne, como polpettone ou paleta suína, sai por R$ 53,00. O vinho chileno Viu Manent Cabernet Sauvignon (R$ 75,20) escolta a refeição. No final, tem torta de goiabada quente com sorvete (R$ 14,00). No almoço executivo, entrada, prato principal e sobremesa têm preços avulsos. É possível combinar caponata de berinjela com pão (R$ 14,00), fettuccine ao pesto (R$ 26,00) e pudim de cream cheese (R$ 9,00).

 

A Saúde na Panela

Pratos sem glúten ou lactose, cereais integrais e ingredientes orgânicos compõem o bufê, com cerca de quarenta receitas (R$ 54,00 o quilo). Quiche de alho-poró com massa de farinha de arroz, torta de palmito preparada com biomassa e frigideira de maturi são presenças constantes. Às sextas, tem caruru e vatapá sem camarão e abará preparado com feijão verde. No jantar, sopas, mingaus, bolos e massas assumem a bancada. Na sobremesa a torta de alfarroba feita com biomassa sai por R$ 8,90.

 

Mini Cacique

Cercado por antiquários, o restaurante fez fama com as porções generosas, que dão para dois, a preços camaradas. Segunda é dia de lombo com feijão, arroz e salada, enquanto terça sempre tem rabada com pirão, feijão e arroz (R$ 35,00 cada um). As quintas, por sua vez, são reservadas ao cozido com pirão (R$ 40,00). Sobremesas como creme mármore e salada de frutas custam R$ 8,00 cada uma.

 

Restaurante-Escola do Senac

Na unidade do Pelourinho, abrigada em um casarão colonial, o bufê (R$ 48,00 por pessoa ou R$ 34,90 o quilo) exibe estrogonofe de frango e lasanha à bolonhesa. Aos sábados e domingos, reinam pratos típicos, como acarajé e vatapá. Na Casa do Comércio, os clientes vão ao topo do prédio para escolher entre o bufê (R$ 48,00 por pessoa) e pratos à la carte, caso do filé à chateaubriand com molho de cogumelos, escoltado por batata sautée e brócolis ao alho e óleo (R$ 53,00). O tinto espanhol Tavs Joven Monastrell Syrah (R$ 44,00) acompanha na taça. Recheado de doce de leite, o petit gâteu custa R$ 14,00.

 

Spaguetti Lilás

Alinhadas no bufê (R$ 64,90 o quilo) ficam o filé-mignon ao ragu de cogumelos frescos e o risoto de camarão gratinado. O espaguete vegano ao molho de tomate e o agulhão negro com limão-siciliano fazem parte do menu saudável, que diariamente lista quatro receitas. A torta de limão também passa pela balança. Aos sábados, pelo mesmo preço do quilo, há bufê de feijoada, mais batida de limão e caldinho de cortesia. No primeiro e terceiro sábados do mês, tem apresentação de chorinho para animar o almoço.

 

+ Veja Comer & Beber 2015/2016: os melhores bares, restaurantes e endereços de comidinhas de Salvador

+ Os endereços preferidos dos leitores em dez categorias