Carnaval

Sossego no Carnaval: fuja para o litoral norte

Busque um lugar ao sol nas praias da Linha Verde

As cabanas de Arembepe: reduto hippie nos anos 60 e 70

As cabanas de Arembepe: reduto hippie nos anos 60 e 70

02.fev.2015 19:07:47 | por Redação Veja Cidades

Quem pretende estender a estadia em Salvador por mais alguns dias encontra cenários deslumbrantes nos cerca de 200 quilômetros que serpenteiam a costa norte da Bahia. Seguindo pela Rodovia BA-099, mapeamos quatro praias que valem a visita.

 

+ Carnaval 2015: um guia para curtir a festa em Salvador

 

Quilômetro 23 >> Arembepe

Antigo reduto da comunidade hippie, a praia guarda seu charme de antigamente, quando recebia figuras como Mick Jagger e Janis Joplin e tinha entre seus habitués nos anos 60 e 70 Caetano Veloso e Gilberto Gil. Cerca de quarenta cabanas remanescentes daqueles tempos são habitadas até hoje por gente que vive de artesanato.

Rodovia BA-099, quilômetro 23, Camaçari.

 


A capela de São Francisco de Assis: entre os cartões-postais da Praia do Forte. (Foto: João Ramos/Bahiatursa/Divulgação)

 

 
Quilômetro 56 >> Praia do Forte 

O destino mais famoso e agitado da região tem 12 quilômetros de praias de mar calmo, protegido por recifes. Vale explorar a vila de pescadores a pé ou a bordo de uma bicicleta (Forte Bike, 3676-0309, R$ 10,00 a hora). Ali também fica a sede nacional do Projeto Tamar (Avenida Farol Garcia D'Ávila, s/nº, 3676-0321), responsável por proteger e estudar as tartarugas marinhas. A visita guiada custa R$ 18,00 e dura cerca de 1h30. Até março, época de pico da desova das tartarugas, os turistas podem, com sorte, acompanhar o nascimento dos filhotes, que saem do ninho e rumam para o mar.
Rodovia BA-099, quilômetro 56, Mata de São João.

 


Estreita faixa de areia delimitada pelo mar de um lado e pelo rio do outro. (Foto: Rita Barreto/Bahiatursa/Divulgação)

 

+ Cinco endereços para passear e fazer belas selfies

 

Quilômetro 65 >> Imbassaí 

Alternativa à vizinha Praia do Forte, a praia tranquila tem uma estreita faixa de areia delimitada pelo mar de um lado e pelo rio do outro. Para chegar lá, é preciso atravessar uma ponte ou pegar carona com os jangadeiros. Doze barracas com cardápio típico de pescados, bem como baianas de acarajé e ambulantes, estão ali para servir. Para além da praia, a vila que serve de centro comercial abriga restaurantes, lanchonetes e lojinhas.

Rodovia BA-099, quilômetro 65, Mata de São João.

 


As dunas de Massarandupió: refúgio para os naturistas. (Foto: Rita Barreto/Bahiatursa/Divulgação)

 

+ O imprescindível acarajé e outros quitutes do tabuleiro

 

Quilômetro 88 >> Massarandupió

Dá para pegar um bronzeado completo e economizar no biquíni nesta que é uma das oito praias de naturismo do Brasil. Protegida por dunas, cujo acesso demanda vinte minutos de caminhada, a área tem pousadas exclusivas para nudistas – mas, para circular no vilarejo tem de estar vestido. Na rua principal, a Francisco Xavier Gonçalves, a associação das artesãs expõe e vende peças feitas com palha de piaçava.

Rodovia BA-093, quilômetro 88, Entre Rios.