Copa 2014

O roteiro turístico perfeito em Salvador

O que fazer durante um dia na cidade

A Baía de Todos os Santos, o Elevador Lacerda e o Mercado Modelo: ícones da cidade / Foto: Valter Pontes/Coperphoto

A Baía de Todos os Santos, o Elevador Lacerda e o Mercado Modelo: ícones da cidade / Foto: Valter Pontes/Coperphoto

20.mai.2014 21:13:26 | por Redação VEJA Cidades
MANHÃ: Acorde cedo para uma essencial volta pelo Pelourinho. Se tiver pouco tempo, vá direto à impressionante Igreja e Convento de São Francisco, uma construção do século XVIII ornamentada com quase 1 tonelada de ouro. Depois, siga até o Terreiro de Jesus, onde está a Catedral Basílica, erguida pelos jesuítas. Pertinho, a Praça Thomé de Souza é o endereço da entrada do Elevador Lacerda. Ali, tire uma foto de cartão-postal da Baía de Todos os Santos e pague R$ 0,15 para descer à Cidade Baixa.
 
Banca do Mercado Modelo / Foto: Bia Parreiras
 
TARDE: Bem em frente à saída do elevador, o Mercado Modelo (Pça. Visconde de Cayru) atrai turistas com suas 260 lojas. Continue na Avenida Lafayete Coutinho, também chamada de Contorno, em direção ao icônico restaurante Amado (n° 660, 71-3322-3520), do chef Edinho Engel. Ou, então, parta para um almoço mais demorado no afastado Paraíso Tropical, comandado pelo renomado Beto Pimentel. Após a sobremesa, atravesse a cidade mais uma vez para assistir ao pôr do sol atrás do Farol da Barra (71-3264-3296).
 
Receitas de sotaque baiano servidas no Casa de Tereza / Foto: Romero Cruz
 
NOITE: Espere o horário de pico passar e dirija-se até o Largo da Mariquita, no Rio Vermelho. Ali, dê início à noite no premiado tabuleiro da Cira: por treze vezes, seu acarajé conquistou o título de melhor da cidade em VEJA COMER & BEBER. Depois da bem fornida entrada, o prato principal pode ser servido logo ali, no Casa de Tereza. O restaurante de cozinha baiana é  liderado por Tereza Paim, outra personalidade gastronômica local.