gastronomia

Quarteto fantástico

Os melhores lugares para comer acarajé, pão delícia, moqueca e lambreta

Acarajé da Cira: o quitute completo sai por R$ 7,00

Acarajé da Cira: o quitute completo sai por R$ 7,00

11.dez.2014 18:58:36 | por Joana Maltez e João Barreto

Eles já são velhos conhecidos da cena soteropolitana e, justamente por ser verdadeiras instituições gastronômicas, não poderiam ficar de fora dessa seleção

 

1. Acarajé da Cira

O quitute mata a fome a qualquer hora do dia a preço popular. Nas barracas de Jaciara de Jesus Santos, a Cira, os premiados bolinhos de feijãofradinho, fritos em azeite de dendê e recheados de vatapá, rendem filas e elogios, principalmente na versão completa, preenchida com camarão seco (R$ 7,00). Sem o crustáceo, a economia é de 1 real. Com uma pitada de molho de pimenta caseiro, o quitute faz jus ao nome, derivado de uma expressão da língua iorubá que significa “comer uma bola de fogo”. • Rua Aristides Milton, s/nº, Itapuã. 10h/22h (sex. a dom. até 23h). Mais dois endereços.

 

2. Pão delícia da Pãozinho do Céu

Logo na entrada da padaria, a clientela pode degustar os pães delícia produzidos durante todo o dia e gentilmente servidos de cortesia. É a isca perfeita para sair dali carregado da guloseima, de massa leve e fofíssima, polvilhada com uma delicada camada de queijo parmesão. Custa R$ 8,00 o pacote com dez unidades da versão tradicional, sem recheio. Com mais 1 real, leva-se a mesma quantidade do quitute preenchido com tomate seco, frango, atum ou quatro queijos. • Rua Macaúbas, 102, Rio Vermelho, 3345-4444. 7h/19h (dom. até 14h). Cc: A, E, H, M e V. Cd: E, M, R e V.

 

3. Moqueca do Donana

Feita em porções generosas, a moqueca é pedida certa para compartilhar — repartindo a conta, a satisfação no bolso também está garantida. No Donana, fundado por Ana Raimunda Silva Santos há mais de duas décadas, o prato aplaca a fome de duas pessoas na versão de camarão, a mais requisitada do cardápio. À base de tomate, cebola, pimentão, coentro, alho, limão, cominho, leite de coco e azeite de dendê, ela sai por R$ 68,90 e é acompanhada de um combo de fartura: caruru, vatapá, pirão, feijão-fradinho e farofa de dendê. • Rua Avenida Teixeira Barros, boxes 1 a 7, Brotas, 3351-8216. 11h30/17h (ter. até 16h; qui. a sáb. até 18h; fecha seg.). Mais um endereço

 

4. Lambreta do Don Papito

O molusco extraído dos mangues tem lugar cativo na mesa dos bares de Salvador, entre eles o Don Papito. Das 600 dúzias consumidas por semana, a versão mais procurada é também a mais simples: cozida no vapor com azeite e cebola (R$ 21,50, para duas pessoas). Se a dupla não ficar satisfeita, dá para dividir a porção de lambreta à baiana, com molho de cebola, pimenta, leite de coco e açafrão (R$ 28,70), e ainda pedir a caipirosca de jabuticaba (R$ 16,90). • Avenida Octávio Mangabeira, 6, Piatã, 3367-0104. 17h/0h (sáb. 12h/20h; dom. 12h/19h). Cc: M e V. Cd: M, R e V.