(Foto: Ligia Skowronski)

Comidinhas > Sorveterias

Sorveteria do Geraldo

Endereço: Avenida da Saudade, 901 - Campos Elíseos - Ribeirão Preto

Telefone: 3961-1681

Endereço: Rua Guiana Inglesa, 683 - Jardim Independência - Ribeirão Preto

Telefone: 3628-5364

  • Funcionamento

    9h/23h
  • Preço

    Sem cotação
  • Pagamento

  • Serviços

    Resenha

    Hoje uma figura ilustre da cidade, Geraldo Caramori nasceu em Franca, foi candeeiro (aquele que vai à frente do carro de boi para guiar os animais) e trabalhou em uma sorveteria por quatro anos, entre 1962 e 1966. Aprendidas as lições básicas, ele tomou um empréstimo de 5 000 cruzeiros com o sogro e deu início à fábrica de gelados que se transformou em um ícone ribeirão-pretano. Quase cinco décadas depois, pouco mudou na rotina do simpático mestre-sorveteiro de 76 anos. Todas as manhãs ele deixa sua casa e percorre os principais sacolões da cidade, em busca de frutas maduras e de qualidade. "Não gosto de comprar no atacado, é preciso ver se elas estão no ponto certo", explica. Ameixa, coco, abacaxi, morango, goiaba e cajámanga, entre outras variedades, cozinham até se transformar em doce. À parte, durante cinco horas, também cozinha lentamente uma base feita de leite e açúcar, que deve descansar por dois ou três dias em uma câmara fria antes de ser empregada. Pela manhã, nas máquinasitalianas das duas lojas, juntam-se a base e os ingredientes usados para cada sabor. Além das versões feitas com uma única fruta, há receitas como amendoim, abóbora com coco, maçã e canela, café mais chocolate, doce de leite, gengibre, nata, pistache... Faça chuva ou faça sol, sempre tem gente nos dois endereços e, no verão, chegam a ser vendidos 500 litros de sorvete por dia. Para ajudar no preparo da cremosa massa e no atendimento, Geraldo conta com dezesseis funcionários homens - oito em cada loja. Sempre de avental branco e com sorriso no rosto, assim como o chefe, eles servem pequenos bocados de sorvete em pazinhas coloridas, para que o cliente prove os sabores antes de decidir. "Essa é também minha estratégia quando quero testar as novas invenções", diz o proprietário, que nos últimos tempos tem insistido para que todos experimentem o de pipoca. Os gelados são servidos em diferentes porções e custam a partir de R$ 4,00 (110 gramas na casquinha) ou R$ 5,50 (180 gramas no copinho). No cascão, com duas bolas mais chantili e cobertura, eles saem a R$ 9,50. Para levar, o quilo custa R$ 27,00.