Gastronomia

Doze coisas que só quem é gaúcho vai entender

14.mai.2015 18:26:28 | por Veja Cidades

Qual a diferença entre um pão cervejinha e um cacetinho? Sabe identificar o que é um xis e o que é um xixo?  Como qualquer estado, o Rio Grande do Sul tem lá suas peculiaridades – e que vão muito além do chimarrão e do churrasco. Por isso, listamos abaixo doze coisas que só quem é gaúcho vai entender:

 

1. Xis

 

(Foto: Ligia Skowronski)

 

O que era cheeseburguer virou xis, que virou esse lanche típico do sul. A versão mais popular traz coração ou filé-mignon entre duas fatias de pão de hambúrguer maior que o convencional. Este da foto, encontrado no Cavanhas, leva escalopes de filé-mignon, cebola, azeitona, pimentão, queijo, salada e maionese. 

 

2. Xixo

 

(Foto: Divulgação/Barranco)

 

Esqueça o tradicional espetinho: aqui ele não tem nada de diminutivo. Alcatra, bacon, filé-mignon, lombo, salsichão e até mesmo legumes e cebola são cortados em cubos e entremeados no espeto do clássico xixo, que é grelhado sobre o fogo.

 
 
3. Cuca

 

(Foto: Ligia Skowronski)

 

Provavelmente quem cresceu em família alemã conhece bem este doce. A cuca consiste em uma massa coberta por farofa crocante, feita basicamente de farinha, manteiga e açúcar. Pode levar ainda diversos recheios e coberturas, como uva, abacaxi com leite condensado e até mesmo uma versão romeu e julieta.

 

4. À lá minuta

 

(Foto: Ligia Skowronski)

 

É o clássico prato feito dos pampas, um hit dos restaurantes na hora do almoço. Tem basicamente bife de carne ou de frango, arroz, ovo, batata frita e salada. 

 

5. Negrinho 

 

(Foto: Romero Cruz)

 

Negrinho. É assim que chamam o brasileiríssimo brigadeiro nos pampas. A versão branca do doce é conhecida por... branquinho, oras!

 

6. Pão cacetinho

 

(Foto: Divulgação/Cris Berger)

 

De sal, média, careca... Assim como em outros lugares, no Rio Grande do Sul o pãozinho francês leva esse nome diferente (e um tanto curioso).

 

7. Pão cervejinha

 

(Foto: Mario Rodrigues)

 

Tem esse nome por levar a bebida entre seus ingredientes, o que resulta em uma massa mais leve. Muito gaúcho também fala "pão bundinha", por causa do formato em duas bandas.

 

8. Sagu com creme

 

(Foto: Divulgação/Pedro Rubens)

 

Seja em Porto Alegre ou na Serra Gaúcha, qualquer restaurante que se preze tem sagu com creme entre as sugestões de sobremesa. Trata-se da clássica receita de sagu ao vinho acrescida de creme de baunilha. Uma delícia!

 

 

9. Schmier

 

(Foto: Ligia Skowronski)

 

Gaúcho que é gaúcho não passa geleia no pão, e sim schimier (ou chimia, na versão aportuguesada). Pode parecer a mesma coisa, só que este é mais consistente, geralmente preparado com o suco da fruta junto do bagaço e da casca.

 

10. Torta de sorvete

 

(Foto: Divulgação/Torta de sorvete)

 

Essa maravilha aí da foto foi inventada nos anos 80 por uma loja de mesmo nome em Porto Alegre e até hojé é reproduzida pelos quatro cantos da cidade. A versão mais comum é feita com sorvete de baunilha e coberta por merengues envoltos em chocolate. 

 

11. Bauru

 

(Foto: Divulgação/Trianon)

 

O nome é familiar, certo? Mas diferentemente do bauru paulista, feito de presunto, queijo e tomate no pão francês, este traz contrafilé ou peito de frango, queijo, alface e tomate - tudo dentro do pão cervejinha (ver item 7).

 

12. Mu-mu

 

(Foto: Divulgação/Alfredo Franco)

 

Eis um caso de marca que virou sinônimo de produto. No caso, de doce de leite de colher.