Copa 2014

Natal: o que há de melhor para fazer na cidade

Atrações que vão de praias e dunas de areia a bares e restaurantes

O sobe e desce dos bugues pelas dunas de Genipabu: com ou sem emoção? / Foto: Simone Tobias

O sobe e desce dos bugues pelas dunas de Genipabu: com ou sem emoção? / Foto: Simone Tobias

20.mai.2014 19:55:40 | por Redação VEJA Cidades
Afora as praias de mar azul-esverdeado, Natal é facilmente lembrada pelas belíssimas dunas de areia que se movem na paisagem ao sabor dos fortes ventos. Não à toa, esse balé natural serviu de inspiração para a estrutura da Arena das Dunas, palco de quatro jogos na primeira fase do Mundial. A menos de 10 quilômetros do estádio, o bairro de Ponta Negra é o principal corredor turístico, com hotéis, restaurantes, bares e baladas, além da praia de mesmo nome, onde desponta o famoso Morro do Careca. Dessa região também partem os tradicionais passeios de bugue. Seguindo pela orla norte, o destino favorito é Genipabu, programa quase obrigatório para os turistas que visitam a capital pela primeira vez. No trajeto, há praias, lagoas e, claro, dunas e mais dunas, por onde o bugue desliza “com ou sem emoção”, de acordo com a disposição dos passageiros.
 
 
 
COMO CIRCULAR: Para rodar de táxi pela Via Costeira, pagam-se R$ 4,55 pela bandeirada e mais R$ 2,35 (bandeira 1) ou R$ 3,30 (bandeira 2) por quilômetro rodado. Ônibus circulares (R$ 2,20) também são boa alternativa na cidade — em dias de jogo, quatro linhas especiais farão gratuitamente o transporte dos torcedores ao Estádio Arena das Dunas (Av. Prudente de Morais, 5121, Lagoa Nova).