RESTAURANTES

Banzeiro

Endereço

  • Rua Libertador, 102
  • Bairro: Nossa Senhora das Graças
  • Telefone: 3234-1621
  • Lugares: 126
  • Horário: 11h30/15h30 e 18h30/23h30 (dom. 12h/16h e 19h/22h)
  • C. Crédito:
  • C. Débito:
  • Serviços:
* Os preços e as demais informações foram apurados entre os meses de maio e julho de 2013
Um saboroso caldo de tambaqui, servido como cortesia em uma canequinha de porcelana, dá as boas-vindas à clientela e entrega a especialidade da casa, capitaneada por Felipe Schaedler. A habilidade do jovem cozinheiro, eleito o chef do ano pela terceira vez, pode ser conferida em criações como o arroz negro com camarão-rosa, chicória e bacon de pirarucu - esse último resulta de uma técnica que defuma e frita o peixe antes de usá-lo no arremate do prato (R$ 89,90, para duas pessoas). Outra receita requisitada do menu traz o mesmo pescado grelhado e salpicado de flor de sal, o que endossa a vocação de Schaedler para sofisticar a culinária típica da região. Batizada de parrilla de pirarucu, a sugestão guarnecida de baião de dois, farinha-d'água e vinagrete custa R$ 84,90 e satisfaz dois paladares. Da seleção de entradas, a porção de dadinho de tapioca chega à mesa com geleia de cupuaçu e pimenta-murupi (R$ 24,90, com dez unidades). Por fim, o chef propõe um petit gâteau de cupuaçu ladeado por sorvete de tapioca (R$ 15,90). A refeição fica completa com um dos vinhos da carta, que privilegia os rótulos nacionais. Produzido no Rio Grande do Sul, o Luiz Argenta está disponível nas versões com uvas pinot noir (R$ 80,90) e chardonnay (R$ 74,90), ambos da safra de 2012.

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Ofensas, spam, publicidade, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA. Para comentar você precisa estar logado.

Comentários

Para comentar faça seu login abaixo ou cadastre-se.
  • Login:
  • Senha:

VEJA paga todas as suas despesas na produção das revistas e na avaliação dos estabelecimentos, não aceitando qualquer tipo de cortesia. Nenhuma taxa é cobrada dos endereços indicados na edição impressa, no site ou nos aplicativos — apenas critérios editoriais são aplicados na escolha e avaliação dos lugares. Pessoas ou empresas que comercializam placas ou qualquer outro tipo de prêmio usando o nome VEJA Comer & Beber podem ser denunciadas pelo e-mail vejabrasil@abril.com.br para que sejam tomadas medidas legais contra elas.