(Foto: Ramón Vasconcelos)

Restaurantes > Brasileiros

Winiká

Endereço: Avenida T-13, 711 - Edifício Santorini - Setor Bueno - Goiânia

Telefone: 4018-4680

  • Funcionamento

    12h/15h30 e 19h/0h (sex. e sáb. jantar 20h/1h; sáb. almoço 12h30/16h; dom. só almoço 12h30/16h30)
  • Preço

    de R$ 76,00 a R$ 100,00
  • Pagamento

    • Cartões de crédito (American Express, Dinners, Mastercard, Visa)
    • Cartões de débito (Maestro, Rede Shop, Visa Electron)
  • Serviços

    • Acesso para deficientes
    • Ar condicionado
    • Levar vinhos (permite)
    • Lugares/Capacidade
      (total 90)
    • Vinho em taça

Resenha

O chef Marco Soares não sabia nem fritar um ovo quando começou a trabalhar em um restaurante em Portugal para ajudar com as despesas da família. Mineiro, filho de português, ele foi para a Europa em 1988 procurar emprego e acabou na cozinha, de onde não saiu mais - passou ainda por restaurantes de hotéis na Espanha, França e Finlândia. De volta ao Brasil, vinte anos depois, acumulou passagens por casas de Minas Gerais, como o Oliva, em Uberlândia, e de São Paulo, caso do Bar da Dona Onça. Nesse último, Soares aprendeu a valorizar ingredientes regionais e a apoiar os pequenos produtores. Ao ser convidado pela empresária Isabel Araújo para assumir a cozinha do Winiká, decidiu pôr em prática a experiência. "Quase tudo o que usamos aqui vem de um raio de 100 quilômetros de Goiânia", conta Soares. Um dos campeões de pedidos da casa, o arroz de pato (R$ 60,00) é preparado com aves criadas em Hidrolândia, na fazenda da família de Isabel. De lá também vem o carré suíno, cozido em baixa temperatura e finalizado no forno, antes de chegar à mesa ao lado de polenta mole, molho de rapadura e arroz caipira, feito com milho, tomate, cebolinha, salsinha, bacon, cebola-roxa e pimenta (R$ 62,00 ou R$ 92,00, para duas pessoas). Essa última receita não está no menu fixo, mas pode aparecer entre as sugestões extras que Soares escreve a giz nas paredes. No salão enfeitado com cobogós ou no mezanino, onde a casa recebe exposições de artistas locais, os clientes aguardam os pedidos bebericando uma caipirinha de tangerina com maracujá (R$ 10,90) ou um dos cerca de cinquenta rótulos de vinho. Produzido na Espanha, o Santo Cristo Amphora Garnacha 2012 enche as taças por R$ 59,00. Para adoçar o paladar, o bolo que tem em sua receita chocolate com 70% de cacau da marca belga Callebaut ganha a companhia de sorvete de tapioca e calda de chocolate (R$ 18,00). No almoço de terça a sexta, é servido um menu executivo por R$ 31,90, com entrada, prato principal (há três alternativas a cada dia) e sobremesa.

As informações e os preços da resenha foram apurados entre os meses de agosto e outubro de 2014