Restaurantes > Peixes e frutos do mar

Tucunaré na Chapa

Endereço: Avenida T-2, 996 - Setor Bueno - Goiânia

Telefone: (62)3251-2560

  • Funcionamento

    11h/15h e 18h/0h (sáb. e dom. sem intervalo)
  • Preço

    de R$ 51,00 a R$ 75,00
  • Pagamento

    • Cartões de crédito (American Express, Dinners, Mastercard, Visa)
    • Cartões de débito (Maestro, Rede Shop, Visa Electron)
  • Serviços

    • Acesso para deficientes
    • Acesso wireless
    • Ar condicionado
    • Atividades para crianças
    • Levar vinhos (permite)
    • Lugares/Capacidade
      (total 300)
    • Vinho em taça
  • SITE OFICIAL

Resenha

Como o próprio nome anuncia, a estrela do menu é o popular peixe da Amazônia, facilmente encontrado também na Bacia do Prata. Temperado apenas com sal, alho e pimenta-verde, o tucunaré feito na chapa chega inteiro à mesa, ao lado de arroz, pirão e vinagrete (R$ 92,90, para duas pessoas). Essa receita, elaborada por Adelaide Marques, sogra do proprietário, Carlos Alberto Vieira Filho, é das antigas. Sempre esteve presente nos almoços de domingo e motivou a família a abrir, em 1988, um pequeno restaurante na cidade de Goiatuba, a 180 quilômetros da capital. Cinco anos depois, o clã se mudou para Goiânia e trouxe junto o tal prato, que passou a fazer a fama da casa instalada no Setor Bueno. Hoje, aos 61 anos, Adelaide continua pilotando o fogão, e seu tucunaré ganhou a companhia de outras trinta sugestões. Com a ajuda de oito cozinheiros, ela prepara mensalmente cerca de 2 toneladas de pescados, em receitas fartas, suficientes para duas pessoas. É o caso da moqueca de pirarucu com banana e camarão, guarnecida de arroz e purê de batata (R$ 96,90), e do surubim grelhado - imerso em molho branco e gratinado com queijo grana padano, o peixe chega na companhia de arroz com brócolis (R$ 99,00). No início da refeição, o chope Devassa (R$ 7,00) alivia a sede e pode ser bom parceiro para a porção frita de camarão atolado. Nela, o crustáceo aparece envolto em uma massa à base de batata e bacalhau (R$ 66,90, dez unidades). Para a sobremesa, há ambrosia por R$ 16,90.

As informações e os preços da resenha foram apurados entre os meses de agosto e outubro de 2014