BARES

Gloria

A bebida campeã, com lima-da-pérsia, limão ou morango: R$ 13,50

Endereço

  • Rua 101, 435
  • Bairro: Setor Sul
  • CEP: 74080150
  • Telefone: 3224-9033
  • Horário: 17h30/1h (sáb. e dom. 11h30/2h)
  • C. Crédito:
  • C. Débito:
  • Serviços:
* Os preços e as demais informações foram apurados entre os meses de setembro e outubro de 2013
Decorado com fotos, bandeiras e escudos que rendem tributo ao futebol, o Gloria é daqueles lugares queridos que vivem apinhados de gente. Os moradores da cidade, contudo, não são os únicos a disputar as mesas que ocupam o salão e a calçada. Já curtiram a noite por ali artistas como Moraes Moreira, Lobão, Jorge Mautner, Jards Macalé e Yamandú Costa, por exemplo. Entre os atributos da casa está a carta de cachaças, que soma 150 rótulos. Fazem parte da sortida seleção a paraibana Serra Limpa e a mineira Claudionor, servidas por R$ 8,50 e R$ 6,50 a dose, respectivamente. De Minas Gerais vem ainda a Beata, usada para preparar a melhor caipirinha da cidade, segundo o júri de VEJA GOIÂNIA "Comer & Beber". Além da versão clássica, que leva açúcar e limão, o drinque campeão ganha variações com lima-da-pérsia, morango, kiwi, seriguela, jabuticaba ou frutas sazonais (R$ 13,50 cada uma). Também faturou um troféu para o bar a agitada happy hour, na qual segue imbatível o chope Brahma (R$ 6,20, 300 mililitros). Para acompanhar as bebidas, a cozinha despacha petiscos como o bolinho de bacalhau (R$ 5,50 a unidade) e a porção de iscas de filé de tilápia escoltada por aïoli (R$ 28,50). Outro mérito do botequim é a caprichada programação musical que toma conta dos fins de semana. No sábado, uma roda de samba anima a feijoada (R$ 28,50 por pessoa) e, no domingo, tem vez uma gafieira dançante.

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Ofensas, spam, publicidade, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA. Para comentar você precisa estar logado.

Comentários

Para comentar faça seu login abaixo ou cadastre-se.
  • Login:
  • Senha:

VEJA paga todas as suas despesas na produção das revistas e na avaliação dos estabelecimentos, não aceitando qualquer tipo de cortesia. Nenhuma taxa é cobrada dos endereços indicados na edição impressa, no site ou nos aplicativos — apenas critérios editoriais são aplicados na escolha e avaliação dos lugares. Pessoas ou empresas que comercializam placas ou qualquer outro tipo de prêmio usando o nome VEJA Comer & Beber podem ser denunciadas pelo e-mail vejabrasil@abril.com.br para que sejam tomadas medidas legais contra elas.