BARES

Bolshoi Pub

Endereço

  • Rua T-53, 1140 - esquina com a T-2
  • Bairro: Setor Bueno
  • CEP: 74215150
  • Telefone: 3241-0731
  • Horário: 21h/4h (dom. 17h/20h; fecha seg. a qua.)
  • C. Crédito:
  • C. Débito:
  • Serviços:
* Os preços e as demais informações foram apurados entre os meses de setembro e outubro de 2013

Omar Coleman e Igor Prado Band: rock, jazz e blues dominam a programação

A vocação da casa para montar uma competente programação musical surgiu aos poucos, e de maneira despretensiosa. Inaugurado como restaurante em 2004, o bar só ganhou o palco emoldurado com cortinas vermelhas um ano depois. Na época, contratar artistas de peso não era missão das mais fáceis para o proprietário, Rodrigo Carrilho, mas hoje a situação é bem diferente. Com um respeitável currículo, que soma cerca de 1 000 shows, muitos deles memoráveis, o Bolshoi Pub tornou-se uma das principais referências de música ao vivo na cidade - é a sexta vez que ergue o troféu da categoria. Rock, jazz e blues predominam no endereço, que já recebeu atrações como o inglês Peter Hook, ex-baixista do New Order, e o americano Marky Ramone, ­ex-baterista do Ramones, além de Omar Coleman e Igor Prado Band, Marcelo Nova e Arnaldo Antunes. Afora as apresentações, são promovidas concorridas festas temáticas. Uma delas, chamada de Tô nos 30, ocorre todo último sábado do mês, embalada por hits das décadas de 80 e 90. A diversão costuma ser regada a chope Guinness (R$ 25,00 o pint) e a doses de uísque Jack Daniel's (R$ 18,00). Quando bate a fome, o público recorre a petiscos como a empanada de carne servida com molho chimichurri (R$ 10,00 a unidade), novidade do cardápio. Para 2014, Carrilho planeja abrir uma filial em Brasília.

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Ofensas, spam, publicidade, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA. Para comentar você precisa estar logado.

Comentários

Para comentar faça seu login abaixo ou cadastre-se.
  • Login:
  • Senha:

VEJA paga todas as suas despesas na produção das revistas e na avaliação dos estabelecimentos, não aceitando qualquer tipo de cortesia. Nenhuma taxa é cobrada dos endereços indicados na edição impressa, no site ou nos aplicativos — apenas critérios editoriais são aplicados na escolha e avaliação dos lugares. Pessoas ou empresas que comercializam placas ou qualquer outro tipo de prêmio usando o nome VEJA Comer & Beber podem ser denunciadas pelo e-mail vejabrasil@abril.com.br para que sejam tomadas medidas legais contra elas.