O melhor da cidade

A melhor panelada

Cantinho do Frango

Como a vovó fazia: na receita de família, o guisado de lento cozimento vai à mesa em panela de pedra. (Foto: Ramon Vasconcelos)

Como a vovó fazia: na receita de família, o guisado de lento cozimento vai à mesa em panela de pedra. (Foto: Ramon Vasconcelos)

17.abr.2015 13:48:37 | por Mônica Marli

De fora, antes de cruzar a pequena porta do restaurante, tem-se a impressão de que o lugar é assim mesmo, no diminutivo, bem pequenininho. Mas que nada, ele cresce por dentro. Com capacidade para 280 pessoas, conta com quatro ambientes, sendo um deles uma sala repleta de LPs e temperada pelo ar-condicionado. Lá, durante as refeições, uma coleção de discos está à disposição do público, que pode escolher e colocar para tocar em uma antiga vitrola.

 

O cardápio brasileiro de inclinação nordestina exibe uma boa variedade de comidas regionais. De quinta a domingo, a estrela maior é a panelada, cozido típico à base de miúdos de boi. Chamada de panelada da vovó Iêda, sua execução segue à risca uma receita que está na família há mais de cinquenta anos: é feita do mesmo jeitinho que a avó do proprietário, Caio Napoleão, fazia. O preparo começa no dia anterior. Depois de limpos e escaldados, mocotó, bucho e tripa são refogados com cebola, alho, pimentão e pimenta-do-reino e então cozinham demoradamente em fogo baixo. Com um toque de cheiro-verde, o guisado vai à mesa servido em panela de pedra, na companhia de pirão e arroz (R$ 22,90 individual; R$ 29,90, para duas pessoas). Há quem escolha a versão menor, para fazer as vezes de entrada. Em seguida, podem vir a carne de sol de picanha ladeada por pirão de ovos e arroz (R$ 44,90, para dois) e o frango a cantinho, desossado e guarnecido de baião de dois, farofa de ovos e salada de batata (R$ 57,00, para três). Poucos resistem à sobremesa lampião e maria bonita, na qual duas porções de sorvete de queijo e uma generosa calda de pura goiabada cascão, quente e derretida, se encontram numa taça (R$ 12,60). Detalhe: o Cantinho do Frango dá atenção especial às cachaças. A carta lista 311 rótulos. Nos pedidos são sempre lembradas a mineira Germana (R$ 5,50 a dose; R$ 92,00 a garrafa de 1 litro) e a cearense Cedro do Líbano (R$ 4,50 a dose; R$ 50,00 a garrafa de meio litro). Em outro patamar de preço, chamam atenção as especiais Havana, de Minas Gerais (R$ 49,50 a dose; R$ 549,00 a garrafa de 600 mililitros), e a gaúcha Weber Haus, vendida somente na garrafa de 750 mililitros, guardada em um estojo de couro (R$ 1 590,00).

 

Rua Torres Câmara, 71, Aldeota, 3224-6112 (280 lugares). 10h/16h (sex. até 22h30; sáb. e dom. até 19h). Cc: A, D, E, M e V. Cd: M, R e V.