O melhor da cidade

O melhor lugar para levar um amigo turista

Coco Bambu

A unidade à beira-mar e o prato rede de pescadores: receita para quatro pessoas (Foto: Ramon Vasconcelos)

A unidade à beira-mar e o prato rede de pescadores: receita para quatro pessoas (Foto: Ramon Vasconcelos)

17.abr.2015 15:22:21 | por Mônica Marli

A rede cearense comandada pelo casal Daniela e Afrânio Barreira tem catorze unidades no Brasil, em cidades como São Paulo, Brasília e Salvador. Juntas, elas recebem em média um público de 6 milhões de pessoas por ano. Só em Fortaleza, há três endereços da marca. O primeiro surgiu em 2001, na Rua Canuto de Aguiar. Naquele tempo, funcionava basicamente como pizzaria e tapiocaria. Aos nostálgicos é bom avisar: esses itens ainda são oferecidos ali e também no Coco Bambu da Água Fria, aberto em 2010. Os pescados entraram para o variado cardápio em 2008, quando foi aberto o ponto da Beira Mar. Esse, por sua vez, rapidamente tornou-se o mais movimentado da capital. Frequentado pelo turista que chega da praia de bermuda e chinelo e pelo empresário engravatado em almoço de negócios, o Coco Bambu oferece uma impressionante variedade de pratos: são mais de 150 sugestões em quantidades bastante generosas.

 

Para quatro pessoas, a rede de pescadores (R$ 258,60) é preparada com lagostas, camarões, mexilhões, filés de peixe — em geral é usada a pescada — e anéis de lula. Grelhados, esses ingredientes são cobertos por um molho à base de azeite de oliva, alho mais especiarias e servidos ao lado de arroz de açafrão. Marinado na véspera em tempero de limão, mostarda e alho, o pargo assado vai à mesa inteiro, guarnecido de batata, cenoura, tomate e pimentão, também feitos no forno. Juntam-se a eles o arroz e a farofa: R$ 118,80, para três. Alternativa ao portfólio marinho, a carne de sol sertaneja consiste em arroz de leite coberto pela carne refogada na manteiga da terra, mais cebola-roxa, nata e coentro. O prato é gratinado com queijo de coalho. Entregue ao lado de uma porção de macaxeira frita, custa R$ 79,90 e satisfaz até quatro paladares. Despejadas em charmosas quengas de coco, as caipirinhas levam dose dupla de vodca. A de morango custa R$ 15,80, e a de seriguela, R$ 12,50.

 

Avenida Beira Mar, 3698, Mucuripe, 3198-6000 (600 lugares), 11h30/0h (qui. até 1h, sex. e sáb. até 2h). Cc: A, D, E, M e V. Cd: M, R e V.

 

Rua Canuto de Aguiar, 1317, Meireles, 3242-7557 (620 lugares). 11h/15h30 e 17h/0h (qui. a sáb. jantar até 2h). Cc: A, D, E, M e V. Cd: M, R e V.

 

Rua República da Armênia, 1154, Água Fria, 3023-7777 (650 lugares). 11h30/0h (qui. até 1h, sex. e sáb. até 2h). Cc: A, D, E, M e V. Cd: M, R e V. www.restaurantecocobambu.com.br.