Melhor da Cidade

O melhor lugar para beber ao ar livre

Com uma linda vista, lago com vitórias-régias e decoração com madeira de demolição, o Colosso Lake Lounge ganhou o posto de campeão na categoria de melhor lugar para beber ao ar livre

A área externa: Quando o sol se põe, luminárias estilosas ajudam a compor o clima e o público se anima a bebericar. (Foto: Ramón Vaconcelos)

A área externa: Quando o sol se põe, luminárias estilosas ajudam a compor o clima e o público se anima a bebericar. (Foto: Ramón Vaconcelos)

17.abr.2015 15:47:51 | por Mônica Marli

O badalado clube à beira da Lagoa do Colosso foi reformado no ano passado a fim de melhorar a infraestrutura, o conforto e o espaço a céu aberto destinado ao restaurante e ao lounge, cada um equipado com o próprio bar. Essas novidades, mais a linda vista da água, suas ninfeias e vitórias-régias, e a decoração, que mistura elementos de madeira de demolição, palha e tecido, ajudaram a conduzir o Colosso Lake Lounge ao posto de campeão da categoria de melhor lugar da cidade para beber ao ar livre, segundo o júri desta edição. Quando o sol se põe, a iluminação sobre as mesas ganha o toque especial de lampiões estilosos equipados com velas e o público se anima a bebericar. Sob esse efeito de luz e sombra, avistam-se as garrafinhas long neck bem geladas de cerveja Sol e Heineken, a R$ 8,00 cada uma, além de copos coloridos com coquetéis. A carta lista 45 drinques, desde a tradicional caipirinha de cachaça Sagatiba e limão (R$ 14,00) até sugestões mais complexas, como a uva mama vodca. A receita inclui uma dose de vodca Absolut Berri Açaí, que tem na composição o sabor da frutinha amazônica, do mirtilo e da romã. Os demais ingredientes são uva-roxa, suco de morango e Schweppes Citrus (R$ 20,00). Na adega envidraçada que guarda as garrafas de 150 rótulos de vinho, o Ventisquero Sauvignon Blanc 2012, do Chile, custa R$ 99,00.

 


Uma mesa com vista para as vitórias-régias: bons drinques, comidinhas e badalação à beira da lagoa

 

No cardápio pensado pela chef Lilian Bráz, as distrativas comidinhas e os pratos principais rivalizam com a paisagem. Os pedidos do bar e do restaurante são atendidos por uma cozinha única. Para petiscar, a porção de miniberinjelas e abobrinhas recheadas de caranguejo desfiado é gratinada com queijo parmesão (R$ 28,00). Já o trio de mini-hambúrguer de cordeiro, servido sobre cuscuz marroquino e queijo brie, recebe um molho para cada lanchinho: limão-siciliano mais cream cheese, hortelã e mostarda de Dijon. Fomes maiores são aplacadas pelos camarões grelhados ao molho de manga (R$ 48,00). Ao lado da minimoranga em que são entregues, figura um risoto de três queijos (parmesão, cream cheese e catupiry). Pagam-se R$ 36,00 por uma pizza de massa fina com oito pedaços. São dez sabores, entre eles lombinho canadense com chutney de manga. Às sextas, a partir das 19h, e aos sábados, depois das 17h, bandas que executam surf music, folk e pop rock revezam-se com DJs de música eletrônica na programação musical. Aos domingos, tem samba e, em geral, é cobrada uma taxa de entrada. Para evitar aborrecimentos, é recomendável ligar antes de sair de casa.

 

Rua Hermenegildo Sá Cavalcante, s/nº, Edson Queiroz, 8160-0088. 12h/0h (fecha seg. e ter.). Cc: A, D, E, M e V. Cd: M, R e V. www.colossolakelounge.com.br.